Serra Leoa: Um mês após deslizamento, milhares de pessoas continuam desabrigadas

0
922
Deslizamento em Regent, Serra Leoa - Edward Conteh
Deslizamento em Regent, Serra Leoa – Edward Conteh

Por dentro da África

Há um mês, em 14 de agosto, Serra Leoa vivenciou uma tragédia que deixou cerca de mil mortos, após deslizamento da montanha “Sugar Loaf”, em Regent, a menos de 10 quilômetros da capital Freetown.

Desde a tragédia, centenas de famílias estão vivendo em abrigos temporários. O governo criou dois campos oficiais apoiados por agências da ONU e organizações não-governamentais. Atualmente, mais de 8 mil pessoas estão desabrigadas.

“Eles prometeram providenciar casas para as famílias desabrigadas, mas ainda não vimos esse movimento. Sabemos que muito dinheiro do exterior veio para cá nesse mês. Espero que ele seja usado de forma correta porque, infelizmente, somos muito negligenciados pelo Estado”, disse ao Por dentro da África, Edward Conteh, diretor da Associação de Amputados de Guerra. 

Localizado na África Ocidental, Serra Leoa faz fronteira com Guiné Conacri e Libéria. Repleto de savana e floresta tropical, o país tem cerca de 7,5 milhões de habitantes.

Assista ao vídeo da Al Jazeera com moradores locais